Acontece aQI

Otimize seus estudos de maneira inteligente

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Estudar é um dos verbos mais importantes da língua portuguesa, e uma das iniciativas mais relevantes para as nossas vidas. Seja para crescimento profissional, ou para conseguir concluir sua formação acadêmica/técnica, nada disso será possível sem esforço e estudo. 

Nós entendemos que nem sempre isso é fácil, e pensando nisso nos dedicamos para trazer para você algumas dicas que podem te ajudar e impactar positivamente seus estudos.

Organização para estudos, pausas e descanso

Esse é o primeiro passo para otimizar seus estudos. Sem organização você não sabe o quê estudar, quando estudar e nem para o quê. Existem diversas estratégias para isso, que dependem exclusivamente de sua capacidade de organização.

Algumas metodologias, por exemplo, recomendam que você foque nos conteúdos que você tem médio domínio. Ou seja, comece por conteúdos que você não dominou completamente, mas, que não são desconhecidos, numa espécie de meio-termo entre o desconhecimento e o domínio completo. Isso ajuda a agregar mais conteúdo ao que já domina, e é especialmente vantajoso para vestibulares e concursos públicos.

Para começar estabeleça um cronograma de dias e horários que você terá à sua disposição. Comece pelos conteúdos mais importantes que vão exigir atenção imediata. Contudo tenha em mente que sua organização não será voltada apenas para os estudos. Estabeleça também horários para outras atividades. Por exemplo, para quando deve acordar e ir dormir, para quando comer e até mesmo para seus intervalos. Tenha em mente que sua cabeça precisa de alguns momentos para relaxamento, uma vez que isso ajuda seu cérebro a fixar o conteúdo estudado. Para cada hora de estudo faça pequenos intervalos de pelo menos 10 minutos.

Escolha um local de estudos adequado

Tão importante quanto a organização é o local onde você irá estudar. Escolha um lugar adequado, que permita concentração total. Evite distrações de aparelhos eletrônicos e foque sua atenção para o conteúdo.

Uma das maiores dificuldades para quem estuda é contar com um ambiente que permita a máxima concentração. Isso porque fatores externos como familiares, conversas, músicas, e sons externos, nem sempre estão ao seu controle. Neste caso vale considerar como opção estudar em lugares externos como uma sala de aula, ou em uma biblioteca pública. 

Claro que nem sempre estudar fora de casa será uma opção. Nem todas as pessoas possuem acesso a bibliotecas, ou uma sala de aula disponível inteiramente para si. Neste caso então, tente contar com a compreensão das pessoas em sua casa para fazer o mínimo barulho possível e para cooperarem o máximo que puder para evitar distrações. Tente pedir colaboração dos vizinhos, e se necessário abafe os sons com janelas fechadas e cortinas.

Use técnicas de estudo e memorização

Existem técnicas de memorização que podem ajudá-lo a fixar melhor o conteúdo. Uma delas é a Repetição Espaçada, na qual você revisita o conteúdo aprendido periodicamente. Na prática, ao invés de tentar decorar o conteúdo numa única vez através de uma sessão longa de estudos, você revisa o conteúdo através de intervalos regulares.

Comece através do método de revisão logo após o aprendizado inicial do conteúdo. Isso ajuda a fixar o conteúdo que normalmente está atrelado com a memória de curto prazo, e que costuma se perder após algum tempo. Você pode revisar no dia seguinte o conteúdo com mais calma, e posteriormente daqui uma semana. Os intervalos regulares podem começar a ficar mais espaçados, mas, não esqueça de revisar. Além disso, você pode usar cards ou post-its com palavras-chaves que funcionam como gatilho para acionar suas memórias do conteúdo, espalhando-os pelo quarto, sala, ou qualquer canto da casa.

Outra técnica de memorização que pode ser aplicada aos estudos é o Método de Loci. Nele você utiliza a associação do conteúdo com lugares e objetos que lhe são familiares para ajudar a lembrar o que foi aprendido. 

Pense em algo que você conheça bem, como a estrutura da sua casa ou o trajeto que você faz todos os dias de um lugar para outro. Mentalmente imagine esse trajeto, ou o interior da sua casa. Com isso associe as informações que precisa memorizar com peças da casa, ou com partes do trajeto. A ideia é que ao precisar acessar a informação – como numa prova, por exemplo – você possa lembrar esse trajeto diário, ou imaginar sua casa para rememorar o conteúdo. Por exemplo, uma fórmula matemática, ou linha de código, que começa pela porta de casa, e posteriormente o restante dela que se encontra na mesa da sala.

O Método de Loci é um mapa mental, e requer memorização constante com base em um ponto focal. Por isso, o ideal é que seja sempre com algo familiar que você saiba de cor.

 Estudar requer disciplina

Nossas dicas podem ajudar você a otimizar seus estudos, mas, não esqueça que independente da estratégia que adotar é preciso disciplina. Procure sempre manter um rigor na sua rotina, mas também evite exageros. O conteúdo costuma se perder na mente após algum tempo, ainda mais quando você passa longas horas sobre ele, portanto procure descansar sua cabeça em pequenos intervalos regulares. Relaxe a mente aproveitando para fazer um lanche, bebendo algo ou respirando ar puro na rua. Essas pequenas pausas ajudarão sua memória na fixação do conteúdo.

É importante também analisar que tipo de prova irá fazer, ou se no caso é apenas para memorizar o conteúdo a longo prazo. Isso é importante para saber qual a melhor estratégia adotar. Existem técnicas de memorização que são para curto prazo, enquanto outras são mais demoradas visando a real fixação do conteúdo na mente. 

O importante é você conseguir os resultados que precisa de forma saudável e aproveitando ao máximo seu tempo de forma efetiva. Quando você consegue isso, sobra tempo para aproveitar sua vida com outras atividades de lazer, e assim a vida se torna mais prazerosa e leve sem que precise abdicar dos estudos.

Nós te ligamos

Deixe seus dados abaixo e aguarde nosso contato!